Pesquisar este blog

segunda-feira, 22 de março de 2010

Não cabe mais retroceder

Avançamos nos últimos anos, e não podemos regredir.

Um exemplo claro dessa mudança estrutural são os investimentos em C&T.

No período entre 2004 e 2006, o Pará investiu em torno de R$ 9 milhões em ciência – R$ 3 milhões em 2004; R$ 3,4 milhões em 2005; e R$ 2,6 milhões em 2006.

A partir de 2007, invertemos essa lógica: investimos R$ 17,7 milhões. Em 2008, quase 47 milhões e em 2009, R$ 39 milhões. A perspectiva é de que até o final deste ano, cheguemos a R$ 62,5 milhões, 24 vezes mais que os tucanos só no último ano de gestão. Ao todo, o Pará terá investido em quatro anos 170 milhões em ciência, tecnologia e inovação.

O esforço para fomentar inteligência não teria êxito sem a parceria do governo Lula, cujos investimentos em ciência e tecnologia tiveram um incremento de 700% entre 2002 e 2010 – de R$ 1,190 bi para R$ 7,2 bi.

Nosso discurso está ancorado, portanto, em fatos que demonstram a vontade política de superar o atraso e criar um novo modelo de desenvolvimento.

Isso é fundamental porque sinaliza um rumo, uma direção.

Não é à toa que no período entre 2010 e 2014 o Pará receberá R$ 42 bilhões em investimentos públicos e privados.

Também não é uma feliz coincidência que em janeiro e fevereiro de 2010, meses que se caracterizam pela retração do emprego, tenhamos obtido o saldo histórico de quase seis mil postos de trabalho com carteira assinada.

Esses êxitos são fruto de um conjunto de políticas públicas, dentre as quais a articulação de ciência e economia tem sido fundamental para eliminar gargalos tecnológicos e aumentar a nossa produtividade.

É por isso que estamos articulando um Sistema Paraense de Inovação, para aproximar pesquisadores, empresários, cientistas e trabalhadores.

Esse é um pedaço do artigo que Cláudio Puty escreveu ontem em O Liberal (1º caderno, atualidades, página 6), sob o título Ciência, Tecnologia e Desenvolvimento.

A íntegra do artigo, você lê clicando aqui.

Um comentário:

bruce.bel disse...

Com certeza, não podemos regredir, sempre votei em você Governadora, tenho uma grande admiração por sua pessoa e sua militancia, porém, não aguento essas brigas internas por causa das tendências, isso acaba com o Partido e princialmente com o seu governo, é um absurdo, estou sinceramente pensando em não votar novamente na senhora, não por você, pelo Partido, mas tenho certeza em uma coisa, não votarei no PSDB, pois time que se ganha não se mexe, então se os tucanos estivessem bom, seriam governadores até hoje, então vamos dar chance a outros, abraços.