Pesquisar este blog

domingo, 30 de maio de 2010

As sementes começam a brotar

Estupor e perplexidade caíram como um raio sobre as cabeças coroadas de cassandras e profetas do apocalipse após a divulgação, pela Folha de São Paulo, da pesquisa do PT nacional mostrando que a imagem da governadora Ana Júlia Carepa começa a assumir a dimensão das mudanças que seu governo tem provocado na vida dos paraenses.


Entre indignados e surpresos, os céticos de plantão se limitaram a disseminar os velhos preconceitos dos que analisam fatos a partir do próprio umbigo.


A nós, porém, a informação não surpreende. Sabemos que quando a governadora Ana Júlia diz que governa para todo o Pará, a afirmação não é apenas retórica.


Desde 1° de janeiro de 2007 Ana Júlia palmilha este Estado de ponta a ponta, mesmo contra as recomendações médicas.


Essa peregrinação assegura a cada região e a cada município políticas públicas para unificar este Pará gigantesco, de características políticas, econômicas e sociais tão distintas e heterogêneas que justificam, em certa medida, o debate em torno da divisão territorial em pauta hoje no Congresso Nacional, em Brasília.


Longe de transformar sua gestão em ações pró ou contra esses anseios, Ana Júlia é incansável para que os paraenses das regiões sul e oeste do Estado sejam partícipes das decisões políticas e administrativas do Pará, assegurando investimentos e obras estruturantes que despertem nos que vivem longe da metrópole o pertencimento ao Estado.

...

O trecho acima é de artigo do Cláudio Puty, publicado hoje no jornal O Liberal, caderno Atualidades, pág 12.


A íntegra do artigo está aqui.

Um comentário:

Alexandro disse...

estamos aqui na luta, pode contar conosco nessa luta, temtam fazer uma imagem da senhora que não existe, mais como Deus existe, vou lutar e mostrar a esses neo liberais que realmente viemos para mudar o Pará para melhor!