Pesquisar este blog

sábado, 16 de janeiro de 2010

No Acará, a Perna Sul agora é símbolo de integração






Entreguei para seu Hilton (o idoso de boné) e d. Apolônia a chave da casa própria deles, de alvenaria e ampla, com bomba e poço. Isso aconteceu hoje no Acará, dia em que recebi, do povo do Acará, muito carinho e reconhecimento pelo trabalho feito até aqui. Seu Hilton e d. Apolônia e outras 28 famílias estavam no caminho da estrada Perna Sul, que liga a Alça Viária à PA-252 e tiveram suas casas desapropriadas. Além da casa própria para as 29 famílias, entreguei o asfaltamento de um trecho de 14 km que liga o cruzamento da Perna Sul com a PA-252, até a área urbana do Acará.

Antes de ser melhorada, a Perna Sul deixava as pessoas ilhadas. Como disse meu secretário Valdir Ganzer,“nos períodos de chuva, um pequeno agricultor ia a Belém uma vez por mês pela Perna Sul, isso quando a estrada não ficava interditada. Com as melhoras que fizemos, hoje ele pode ir uma vez por semana, bastando não chover de um dia pro outro!.

Ajeitar a Perna Sul foi uma reivindicação prioritária do povo do Acará, através do PTP – Planejamento Territorial Participativo. Contamos também com a parceria de empresas para os serviços de terraplenagem e patrolagem. O trecho de 14 km asfaltado que entreguei hoje é de fundamental importância para a integração da cidade e da região com a parte nordeste de nosso Estado, diminuindo muito a distância percorrida numa viagem entre Acará – Belém.

O asfalto que foi entregue aqui, é de alta qualidade, sendo superior até ao de outros trechos asfaltados recentemente, pois possui 9m de plataforma asfaltada e 80 cm de acostamento, possibilitando que essa obra resista mais as chuvas e dure muito mais.

Também atendendo a uma demanda popular, reconstruímos e entregamos duas igrejas novinhas em folha, uma da Assembléia de Deus e outra da Quadrangular, à população que mora à margem da estrada. E os movimentos sociais me entregaram a pauta de reivindicações aprovada em assembléia do PTP.

Foi um dia de muita alegria e me emocionei e chorei ao ver o seu Hiton feliz, recebendo a chave da casa própria, ele que por muitos anos foi totalmente esquecido pelos governos e hoje está se sentindo renovado. Isso sim enche minha alma de muito contentamento. Também me emocionei com o canto das mulheres agricultoras, dos grupos quilombolas.

Vejam as fotos nas postagens acima. Elas falam mais que as palavras. (Fotos Lidiane Martins, da equipe do blog)

Um bom domingo. Amanhã às 18 horas, entrego o sinal livre de internet no Ver-o-Rio, em Belém.

3 comentários:

Miguel disse...

Parabens Ana Julia, é assim que se cuida das pessoas.
Miguel Cunha Filho.
Delegado

Blog Ana Júlia disse...

Miguel,

hoje me emocionei muitas vezes no Acará, ao ver que estamos ajudando muitos que sempre foram esquecidos neste Estado.
Obrigada pelo apoio e venha mais vezes.
Abraço

Anônimo disse...

o PTP nao morreu esta de volta outra ves, o PTP nunca morre quem faz o PTP seu eu(o povo).
att: E. Ramos