Pesquisar este blog

quarta-feira, 14 de abril de 2010

Xô, baixaria!

Sofri um ataque machista, preconceituoso, doentio e desesperado feito pelo senador Mário Couto, do PSDB do Pará. Agradeço a imediata resposta feitao pela bancada petista estadual, ao meu Partido, PT e todas e todos que não aceitam calados esse tipo de baixaria.

Sobre o ataque, veja o que dizem os blogs e o PT do Pará:

No Blog do Bordalo, sob o título Ninguém merece o Mário Couto:

A resposta a ele está nas pesquisas da revista Época de domingo: Ana Júlia na liderança, mais de 7 pontos à frente do ex-rival dele, no partido rachado enfraquecido como está o PSDB, ex-governador Simão Jatene. Mas, além disso, quero propor algo para os mais jovens, a quem mais deve doer assistir esse espetáculo de falta de propostas e desespero: quando lhes perguntarem quantos representantes no Senado tem o Pará digam que "sabem" de apenas dois. Melhor isso do que ter de assumir ser representado por Mário Couto.

No blog do Professor Cavalcante, sob o título O discurso do Senador Incitatus:

Há pessoas que deveriam permanecer caladas porque quando abrem a boca é só para dizer besteira. São como a célebre personagem Ofélia interpretada por Arlete Sales que transformava qualquer diálogo em um desserviço a inteligência humana.


Mário Couto, o nosso Senador bicheiro, poderia ter aprendido as lições com Fernandinho e assim evitar de ficar falando tolices no Senado Federal.


E continua:


O Estado do Pará não está a beira do abismo, mas está sendo retirado pelo governo popular de uma situação de descalabro administrativo que o PSDB deixou como herança. Neste caso, o raciocínio é muito simples, há governos que deixam um legado de realizações para seus sucessores, do qual um bom exemplo é a gestão de lula e há outros que deixam um legado de privatizações e descaso social, como fizeram FHC/ALMIR GABRIEL/JATENE.


Finaliza:


Bem que que Almir Gabriel poderia escolher outro Incitatus* para enviar ao Senado.


* Incitatus era o nome do cavalo preferido do Imperador Romano Calígula. De acordo com o escritor Suetónio na sua biografia de Calígula, Incitatus tinha cerca de dezoito criados pessoais, era enfeitado com um colar de pedras preciosas e dormia no meio de mantas de cor púrpura (a cor púrpura era destinada somente aos trajes imperiais, ou seja, era um monopólio real). Foi-lhe também dedicada uma estátua em tamanho real de mármore com um pedestal em marfim. Conta a história que Calígula incluiu o nome de Incitatus no rol dos senadores e ponderou a hipótese de fazer dele cônsul.

--

Trecho da nota do PT do Pará:


A política no Pará avançou com Ana Júlia Carepa, que é querida e respeitada pelo povo e pelos prefeitos do Pará, inclusive àqueles do partido do senador, que reconhecem na governadora uma mulher que respeita as relações políticas.

Ana Júlia Carepa se relaciona de forma republicana com as demais autoridades constituídas do Pará, sem a prática da cooptação de prefeitos, tão comum à época do governo do partido do senador.

Por fim, o Partido dos Trabalhadores é verdadeiramente solidário com a batalha travada por um familiar do senador que luta, heroicamente, para se livrar da dependência do alcoolismo.

6 comentários:

Alessandra Terribili disse...

Ana, mande-nos a íntegra da nota do PT ou da bancada, para podermos circular. Esses tucanos estão mesmo desesperados, mas a gente não se intimida! A gente enfrenta e denuncia o machismo!

Nery17 disse...

Senhores, eu acho que este estado progredio mais está longe de ser uma potência, mais o que este "Senador" falou, foi uma idiotice, ele já esqueceu do seu passado contraventor? Eu conheci o senador em salvaterra nos anos 80, e sei da sua truculência, agora não sei se é por desespero ou de conotação pessoal, lástimavel, pagar um senador pra fazer criticas, e não prá ajudar o estado, que precisa muito de ajuda federal.

ANTONIO Valentim disse...

É LAMENTÁVEL que em pleno século 21 ainda exista esse tipo de comportamento. Viva a mulher brasileira!! (http://valentim1574.blogspot.com). Um grande abraço de um paraense que está vivendo agora no Paraná.

Franssinete Florenzano disse...

Governadora, receba minha solidariedade por esse lamentável episódio.

Considero inaceitável ataques preconceituosos, principalmente se o agressor e a vítima são pessoas públicas, eleitas pelo voto popular.

É muito grave a falta de respeito à senhora como ser humano, mulher, mãe, servidora pública e governante.

A política deve se nortear pela ética, dignidade e moralidade. Não podemos abrir mão desses princípios.

A Constituição Federal e a Carta dos Direitos Humanos e do Cidadão não admite atos e fatos que atentem contra a dignidade de outrem. E a ninguém é lícito desconhecer a lei e os princípios do Estado Democrático de Direito.

Criticar, contradizer, debater, nada têm a ver com ofender, injuriar, humilhar. O Pará perde e se vergonha.

Blog Ana Júlia disse...

Alessandra,Nery17,Antonio Valentim e
Franssi,

obrigada pelo apoio e solidariedade.
Beijo no coração,

abdias pinheiro - avéiacachimbeira disse...

Senhora Governadora, pelo que conheço o seu passado é de glórias e conquistas "limpas", avalizadas pelo povo do Estado do Párá em todas as eleições a que a senhora se submeteu. Eu lamento que o senado federal ainda acoberte gente com perfil dissimulado, escondido em passado desconhecido.
A estrada é grande e, sempre haverá respingo de preconceito. A senhora não cuida de zoológico e sim de um estado gigante que está despertando de uma anestesia de 12 anos.