Pesquisar este blog

quarta-feira, 31 de março de 2010

O PAC é uma herança bendita

“O Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) é uma herança bendita que vamos deixar pra quem vier suceder nosso governo.

O PAC não é uma sigla, tampouco uma lista de obras.

O PAC é uma realização humana.

Uma parceria entre o Estado e a sociedade para gerar felicidade e bem-estar na pessoas”.

(Dilma Rousseff, durante anúncio do PAC2 que vai triplicar o número de casas e apartamentos do programa Minha Casa, minha vida; vai ligar mais 495 mil moradias rurais às redes de energia elétrica; construir unidades de saúde, escolas, praças e redes de esgoto; portos, estradas e ferrovias. O Pará será bastante beneficiado no PAC2: 5 aproveitamentos hidrelétricos do Complexo Tapajós, na região de Itaituba; adequação da PA-150 no trecho Marabá-Redenção que se transformará na BR-155; projeto do novo aeroporto de Santarém; hidrovia Marabá/Imperatriz; e ainda 18 terminais hidroviários).

Quem planta, colhe

Há mais de 3 anos estamos plantando a semente da mudança em nosso Estado, com muito trabalho. Isso, a partir de um novo modelo de desenvolvimento que combina crescimento com distribuição de renda e inversão de prioridades para que o cobertor que antes cobria só alguns privilegiados, agora chegue aos que mais precisam.

Agora, os primeiros frutos dessa mudança começam a aparecer e podem ser anunciados, graças a Deus, ao nosso povo, ao PT, aos movimentos sociais, aos aliados.

Uma boa nova é a divulgada pelo IDESP – Instituto de Desenvolvimento Econômico, Social e Ambiental do Pará -, Instituto desmontado no passado e recriado no nosso governo: quase 800 mil paraenses saíram da linha da pobreza. Dessas 800 mil, um terço delas - cerca de 251 mil pessoas – saíram da extrema pobreza no período de um ano, entre 2007-2008.

No centro dessa mudança, está a implantação de novas políticas públicas e a determinação de verticalizar nossa produção em todos os níveis pra gerar e emprego e renda e dar oportunidades ao nosso povo. Iniciar o resgate da autoestima e da cidadania perdidas.

Então, é muito bom anunciar que neste 2010 vai aumentar o nível de emprego e também que o número de pessoas pobres caiu em nosso Estado.

É mais uma ótima notícia ao nosso povo e justo no dia em que comemoramos a contratação de mais 10 concursados para a defensoria pública para várias comarcas do Pará e que entrego à Vale a licença prévia ambiental para a instalação da Alpa, a siderúrgica de Marabá. Só pra ficar nesses exemplos.

Tou muito feliz, pois quem planta, colhe! (Fotos da equipe do blog)

Meu muito obrigada ao prefeito de Marabá

Tenho dito aqui blog do carinho que recebo do povo nos municípios em que tenho ido entregar as obras e serviços do nosso governo. É um carinho muito verdadeiro e que me enche de alegria, de energia.

Até mesmo as críticas e reivindicações sempre levam em conta como encontramos o nosso Pará e a luta que tem sido fazer a inversão de prioridades para que as oportunidades cheguem a todos, em especial aos que mais precisam.

Estamos trabalhando firme pra avançar a mudança e prefeitos antenados com a revolução silenciosa que estamos fazendo, reconhecem o trabalho. Enxergam os bons resultados.

É o caso de Maurino Magalhães, prefeito de Marabá e do PR - Partido da República. Maurino decretou ponto facultativo hoje em Marabá e reconhece a minha luta, a luta do nosso governo pra que a siderúrgica ficasse em Marabá.

Maurino também está em estado de festa, assim como a população de Marabá e região, porque hoje entrego a licença prévia ambiental para o início das operações da ALPA - siderúrgica Aços Laminados do Pará. A licença tem 54 medidas em favor da sociedade de Marabá, o que significa que a Vale desenvolverá ações públicas nas áreas de saúde, educação, meio ambiente, ampliação do sistema de abastecimento de água, tecnologia, plano diretor e empregabilidade na região de abrangência da Alpa.

Quem conta com detalhes o que disse o prefeito Maurino sobre o tema, é o blogueiro Hiroshi Bogéa.

Maurino, logo mais a gente se encontra no ato de licença prévia da Alpa. Daqui, o meu carinhoso muito obrigada a você a todo o nosso povo dessa valorosa região!

O que ele disse no Sebrae

“Obrigado, Governadora. Por ter acreditado na gente, pelo seu apoio ao SEBRAE.
Amanhã {hoje} sei que a senhora vai a Marabá entregar a licença da Alpa {Aços Laminados do Pará}.
A verticalização talvez seja maior obra de seu Governo, seu maior sucesso, é mesmo uma mudança de paradigma, de modelo econômico do Estado.

Essa não foi uma luta fácil, foi uma luta de uma pessoa obstinada.

O projeto é altamente viável (temos a participação da VALE, da própria ALPA e da SINOBRÁS) ainda com a conclusão das eclusas em junho.

Isso, claro, sem falarmos na criação efetiva de um pólo metalúrgico em Marabá, que vai mudar a cara da região e gerar muito mais empregos, mais renda”.

(De Tião Miranda, ontem à noite, durante o prêmio Sebrae-Empreendedor, em que o prefeito Wagner Fontes, de Redenção, levou o 1º lugar). Foto de Daniel Farias, da equipe do blog.

terça-feira, 30 de março de 2010

500 toneladas de peixe bom e barato: 3 a 7 reais o quilo

Num esforço conjunto do nosso governo, pescadores, associações e cooperativas do setor pesqueiro, amanhã e depois serão comercializadas 500 toneladas de peixe bom e barato em Belém e mais 47 municípios do Pará. São 300 toneladas nas feiras do peixe vivo (tambaqui e tilápia) e 200 toneladas nas feiras de peixe popular (bagre, piramutaba, dourada e pescada branca).

É o 4º ano seguido que cai o preço do peixe durante a Semana Santa. E aumenta a quantidade.

E o preço cabe no bolso. Três reais, é quanto vai custar o quilo da piramutaba e bagre. Já a pescada branca e a dourada,vai ser vendida a R$ 4,50 o quilo, na feira do peixe popular.

Na feira do Peixe Vivo serão vendidos tambaqui e tilápia, com preços variando entre R$ 6,00 e R$ 7,00 o kg. Veja os locais, aqui.

E fruto de uma reunião que a secretaria de pesca e aquicultura fez com donos de grandes redes de supermercados, o peixe nos supermercados vai estar mais barato entre 10 a 15% durante a Semana Santa.

Crescimento - No primeiro ano da chamada “operação Semana Santa”, foram comercializadas cerca de 15 toneladas de pescado. Em 2008, passamos para 60 toneladas, 200 em 2009 e este ano, serão 300 toneladas.

Socorro Pena (na foto, de camisa branca, manga curta) comanda a secretaria de Pesca e Aquicultura do nosso governo . O Pará é o campeão brasileiro na produção de pescado e foi o único estado a criar uma secretaria de pesca, logo no início do nosso governo.

Muitos investimentos têm sido feitos, muitas reuniões com o setor pesqueiro, com associações, de pescadores, tudo construído de forma coletiva e com muita participação.

Quem conta mais detalhes, sobre o pescado e projetos futuros, é Socorro Pena, na entrevista que concedeu à equipe do blog. E faz ela faz um alerta: “se continuarmos extraindo frutos do mar e dos rios como estamos fazendo – sem aumentar em nada a extração ou lutar para freá–la –, não teremos mais peixes nos mares e rios dentro de 50 anos.”

Confira toda a roda de conversa, clicando aqui.

Peixe bom e barato amanhã e dia 1º. Veja aqui os locais em Belém e em todo o Pará


Amanhã e depois, 500 toneladas estarão disponíveis nas feiras do peixe vivo e do peixe popular em Belém e mais 47 municípios do Pará. Peixe bom e barato.

É o 4º ano seguido que nosso governo, via secretaria de pesca e aquicultura, comandada por Socorro Pena, vibilizará que o paraense tenha peixe de qualidade e a um preço que caiba no bolso de todas as famílias.

Levar pescado bom e barato ao nosso povo é esforço que resulta da parceria entre a Secretaria de Estado de Pesca e Aquicultura (Sepaq), Sindicato da Indústria da Pesca e Aquicultura do Pará e Amapá (Sinpesca), associações e cooperativas ligadas ao setor.

Preços:

Na Feira do Peixe Popular serão vendidas as espécies piramutaba e bagre (R$ 3,00 o quilo), pescada branca e dourada (R$ 4,50 o kg). Na Feira do Peixe Vivo serão vendidos tambaqui e tilápia, com preços variando entre R$ 6,00 e R$ 7,00 o kg.

Locais da venda em Belém:

1 - Feira do Peixe Popular - Aldeia Amazônia/Colégio Selesiano -Pedreira

2 - Feira do Peixe Popular - Sede da Ctbel - Avenida Bernardo Sayão, Condor
3 - Feira do Peixe Vivo e Popular - UFPA - Avenida Augusto Corrêa - 2° portão do Campus
4 - Feira do Peixe Popular - Ufra (Universidade Federal Rural da Amazônia) - Avenida Perimetral
5 - Feiras do Peixe Vivo e Popular - Parque de Exposições do Entroncamento
6 - Feira do Peixe Popular - Estádio Mangueirão - Avenida Augusto Montenegro
7 - Feira do Peixe Popular - Rodovia Arthur Bernardes - em frente ao Ciaba
8 - Feira do Peixe Popular - Esquina da Rua 8 de Maio, em Icoaraci
9 - Feira do Peixe Vivo - Ceasa
10 - Feira do Peixe Popular - Distrito de Outeiro - Rua Franklin de Menezes

Nos municípios de Ananindeua, Marituba e Benevides não haverá Feira do Peixe Vivo. Mas vai ter a Feira do Peixe Popular, nos seguintes locais:

Ananindeua - Ginásio Abacatão (Arterial 18 com estrada do Icuí)/Conjunto Girassol
Marituba - Praça da Matriz
Benevides - mercado municipal e Murinin (também no mercado municipal)

As feiras também serão realizadas em mais 47 municípios do Estado, nas diversas regiões, entre as quais Guamá, Baixo Amazonas, Tucuruí, Rio Caetés, Carajás, Rio Capim, Marajó e Tapajós.

Alegria marca a visita em Magalhães Barata


Fui recebida com muito carinho e muita festa em Magalhães Barata dia 27, sábado passado.

Era a festa dos 48 anos de emancipação do município e fui até lá pra entregar ao povo a Escola 'De Quadros". Pela primeira vez em 30 anos, a escola passou por uma restauração geral, com reforço na fundação, troca de telhado, piso, parte elétrica, pintura, construção de muro, recuperação da rede de esgoto e grades. Obra de R$ 140 mil e que vai permitir que 150 alunos desfrutem de um excelente espaço pedagógico.

Educação é a base de tudo, não me canso de repetir.

Na comunidade De Quadros moram 50 famílias e foi com muita alegria que o povo de Magalhães Barata me recebeu por onde passei.

Neste dia muito bom, em que vou falar em entrevista coletiva sobre o PAC 2 e o significado da concessão de licença ambiental da Alpa, é bom perceber, sentir como nosso povo está atento às mudanças produzidas pelas políticas públicas do nosso governo.

E de como reconhece o trabalho que está sendo feito, na melhor das linguagens: a do afeto. Veja as imagens feitas por Lidiane Martins, da equipe do blog.

segunda-feira, 29 de março de 2010

Sai a licença ambiental à Alpa

Reunidos hoje pela manhã, os conselheiros do Conselho Estadual de Meio Ambiente (Coema) concederam a Licença Prévia (LP) para a instalação da futura fábrica Aços Laminados e Planos do Pará (Alpa), empreendimento sob a responsabilidade da Vale, a ser instalado em Marabá, região do Carajás.
Os 13 conselheiros do Coema representam a sociedade civil organizada. Dos 13, 9 votaram a favor, ausentes a Fetagri, o Ministério Público do Estado e a OAB-Pará que já havia antecipado o voto a favor da concessão da licença.

Essa é mais uma boa notícia de hoje. E assim caminha a mudança!

Altamira ganha mais obras e serviços


Estive em Altamira no dia 26 de março, sexta-feira passada.
Para inaugurar o centro de referência de orgânicos, a UPA
-Unidade de Pronto Atendimento que vai funcionar 24 horas,
a sede do Instituto Médico Legal "Renato Chaves".
Conversei com lideranças, prefeitos, vereadores. E recebi o
abraço carinhoso do meu povo.
As imagens são da equipe do blog.

Avança a mudança em Altamira

Disse noutro artigo que está grudado na memória da minha pele o carinho com que o povo me recebeu tanto em Altamira (fotos da equipe do blog), como em Magalhães Barata e Salinas, municípios em que estive na sexta, sábado e ontem pela manhã.

Disse e reafirmo, pois é esse carinho que me impulsiona todos os dias na caminhada pra fazer avançar a mudança em nosso Pará e na vida das pessoas.

Tanto em Altamira, como em Magalhães Barata e Salinas, entreguei obras e serviços. Em Altamira, inaugurei a Unidade de Pronto Atendimento que tinha sido inaugurada noutro governo, mas não funcionava. Parecia até que ali havia uma cabeça de burro, que foi agora desenterrada. E o povo vai ter mais um auxílio decisivo quando precisar de saúde em Altamira e região da Transamazônica e Xingu. A UPA vai funcionar as 24 horas do dia.

Também em Altamira, vi mais um sonho do nosso governo ser realizado: a verticalização da produção agrícola, no caso, do cacau. Inaugurei o centro de referência de orgânicos e em Medicilândia, ainda este ano, vamos ter a primeira fábrica de chocolate da Amazônia. Que nasce no Pará e com forte apoio do nosso governo e investimento na agricultura familiar.

O povo vê isso e reconhece. E eu, fico feliz de poder estar ajudando a construir esse momento ímpar da mudança no nosso Pará e na vida das famílias que aqui moram.

domingo, 28 de março de 2010

Saúde: atenção básica faz a diferença

"Ainda em campanha pelo Estado e constatando a aflição de prefeitos, profissionais de saúde e da população com a ausência de investimentos em atenção primária, a governadora Ana Júlia assumiu um compromisso: institucionalizar através de lei os repasses fundo a fundo para a Saúde a todos os 143 municípios no Estado.

A partir de abril de 2009 e retroativo a janeiro daquele ano, por decreto da governadora, o governo investe em torno de R$ 2,2 milhões ao mês nesses repasses fundo a fundo.

Todos os 143 municípios estão habilitados e as prefeituras recebem os recursos diretamente, sem necessidade de convênios."

O trecho acima é de Cláudio Puty, em artigo assinado hoje no jornal O Liberal, página 4, 1º caderno.

A íntegra do artigo, você lê clicando aqui.

Os 48 anos de Magalhães Barata

Ontem foi a festa dos 48 anos de emancipação política de Magalhães Barata.

Lá, inaugurei escola e fiscalizei a finalização da obra de finalização da obra de pavimentação asfáltica do trecho da PA 395 que liga Magalhães Barata à comunidade de Cafezal e estes a Castanhal. São 39 Km de rodovia asfaltada, dos quais 30 Km já estão concluídos.

Por onde passei, muito carinho do povo do Pará.(Fotos Daniel Farias, da equipe do blog)




Por que é preciso destravar o 366.

Está há 5 meses, na Assembleia Legislativa do Pará, o pedido de aprovação do empréstimo de 366 milhões de reais, através do BNDES, para cobrir as perdas que o Pará teve com a crise financeira internacional.

Todos os estados do Brasil tiveram direito a empréstimo semelhante, no tamanho da perda de cada um. Todos os estados, com exceção do nosso, já tiveram esse empréstimo aprovado. A única Assembleia Legislativa que sequer coloca em pauta o pedido de empréstimo dos 366 milhões é a nossa, a Assembleia Legislativa do Pará.

Com isso, trava as possibilidades de investimentos que beneficiarão o povo do Pará: estradas, vicinais, saúde, segurança.

Pra continuarmos tocando os pagamentos, fazendo alguns investimentos, tem sido preciso entrar na verba de custeio, aquele dinheiro que é destinado para gastos com pessoal e manutenção do Estado.

Como sou uma otimista, continuo acreditando que os deputados e deputadas da Assembleia Legislativa colocarão em pauta e aprovarão o empréstimo de 366 milhões ao Pará, a compensação das perdas financeiras que tivemos. Não por em pauta e nem aprovar os 366 milhões significa travar o nosso Estado e prejudicar o povo do Pará.

Travar os benefícios à população do Pará, interessa a quem, serve a que interesses?

O que ele disse em Magalhães Barata

Sexta-feira em Altamira, sábado em Magalhães Barata, na festa dos 48 anos do município e ontem à noite em Salinas: um final de semana com muita entrega de obras e serviços para a população dos 3 municípios. O carinho do povo nos 3 municípios já está grudado na memória da minha pele. Foi maravilhoso andar por Altamira, Magalhães Barata e Salinas, sentir o apoio espontâneo e carinhoso do nosso povo.

Na festa dos 48 anos de Magalhães Barata, assim falou o prefeito Nonato Braga:

“Tem gente tentando jogar areia na paçoca, mas a gente não liga não. Para trabalhar por Magalhães Barata a senhora pode contar com o nosso apoio. Quero aprender a fazer obra como a senhora, a senhora me dá uma aula. Essas suas obras não são obras de R$1,99 não, são obras para muitas gerações assistirem. A senhora dá exemplo de como trabalhar com seriedade e responsabilidade com o dinheiro do povo".

sábado, 27 de março de 2010

O Pará mostra todo seu potencial

Já está circulando na internet o seminário que o jornal Valor promove sobre o Pará. Com o tema, Pará - Oportunidades de negócios, o evento será dia 15 de abril, em São Paulo, na Federação das Indústrias (Av. Paulista, 1313), das 8 às 15 horas.

Vou abrir o seminário e o secretário Maurílio Monteiro será um dos palestrantes no evento.

No seminário serão mostradas todas as oportunidades de negócios existentes no Pará: na área mineral, na agricultura, pecuária, indústria, comércio e turismo. As inscrições ao smeinário são gratuitas e maiores informações podem ser obtidas pelo fone (11) 3667.7146 ou pelo e-nail valoronline.com.br/seminarios

383 anos do Ver-O-Peso e a agenda de hoje

Ontem em Altamira, hoje em Magalhães Barata e Salinas. Nos 3 municípios, muitas obras e serviços do nosso governo pra melhorar a vida das pessoas. Durante a semana, comentarei com detalhes minhas impressões de cada lugar e também os serviços e obras que foram entregues.

Amanhã, viajo a Brasília pois na segunda tem a cerimônia do PAC-2, a segunda fase do Programa de Aceleração do Crescimento, que contempla o nosso Pará com grande obras pra combinar crescimento econômico com distribuição de renda, eixo do novo modelo de desenvolvimento instalado no Pará a partir de 2007.

Hoje, o cartão postal de Belém, o Ver- O-Peso completa 383 anos. De muita vida e muita beleza, feira, frutas, comidas e cheiros tão típicos do Pará.

sexta-feira, 26 de março de 2010

Altamira lava a alma da gente

Foi muito boa a atividade em Altamira. Muito boa, mesmo. Muito povo, muitos prefeitos, vereadores, deputados federais e estaduais e um enorme carinho e receptividade da população de Altamira que recebeu hoje a primeira UPA - Unidade de Pronto Atendimento com atendimento 24 horas e um ambulância toda equipada.

Também, um dia bom para os produtores de cacau orgânico, que passam a ter o seu Centro de Referência de Orgânicos.

Tudo o que aconteceu hoje e as imagens, logo mais neste espaço. Ou amanhã cedo.

Cheguei há pouco, reabastecida pelo carinho do povo do Pará. E cada dia mais convicta que estamos no rumo certo.

quinta-feira, 25 de março de 2010

As atividades amanhã em Altamira

Amanhã cedo viajo para Altamira. Vou inaugurar a UPA - Unidade de Pronto Atendimento e a nova unidade do Instituto Médico Legal, ambas na rua 6 do bairro Mutirão.

Vou inaugurar também o Centro de Orgânicos da Transamazônica e promover o lançamento do Ano da Cacauicultura Paraense.

Almoço com lideranças e retorno pra Belém.

Agenda cheia de obras e serviços ao nosso povo.


Mensagem que vem da escola Carlos Guimarães

Izete Maria escreve na caixinha de comentários do artigo O que eles disseram na escola Carlos Guimarães:

ExmªGovernadora,

é muito bom receber ajuda e sentir que não estamos sós. Por isso, quero agradecer tudo que fez para o nosso bem, para ver essa nossa comunidade escolar mais feliz.

É com o coração cheio de alegria e afeto que deixo essa mensagem. Que você tenha de tudo um pouco; sensibilidade, coragem, bondade, tranquilidade, alegria, humildade e fé para iluminar seu caminho. Sua presença está para sempre em cada um de nós.
Deus lhe abençoe sempre pela honrosa missão de governar o Pará.

Sua admiradora Izete Maria (Assist. Administrativo da escola)

Imagens do mutirão em Castanhal

As fotos são de hoje pela manhã no mutirão da cidadania, no bairro dos Milagres, em Castanhal, solicitação do deputado dr. Soares, que é um parceiro na luta cotidiana para que a população tenha direitos, informações e serviços.

Num esforço concentrado e com o trabalho firme da equipe do nosso governo, mais de 5 mil atendimentos. Obrigada a toda a equipe que atuou no mutirão.
Até a volta, povo de Castanhal! (Fotos Daniel Farias, da equipe do blog).

O que ele disse em Castanhal

"Olhe, governadora, a coisa mais difícil para nós era vermos a presença de um governador do Estado em um evento do Corpo de Bombeiros.

Em todo o governo passado, se não me falha a memória, vi uma vez o governador numa cerimônia nossa.

Obrigado, sinceramente, pelo seu interesse pelo nosso trabalho e pela parceria inédita do seu governo.

O Corpo de Bombeiros nunca formou tanta gente em tão pouco tempo! São cerca de 800 militares.

Parabéns por acreditar que pessoas não são custos, como aparece nas planilhas orçamentárias, mas sim investimentos para um futuro melhor para todos.

Estamos felizes em apoiar esse governo em seu esforço para levar segurança pública a todos os rincões desse País, que nós chamamos carinhosamente de Pará".

(Do comandante geral do corpo de bombeiros do Pará, Paulo Gerson Novaes de Almeida, hoje pela manhã ,em Castanhal, na formatura de 69 novos bombeiros).Fotos Daniel Farias, da equipe do blog.

Mutirão da cidadania e 69 novos bombeiros para Castanhal

Pra mim é sempre uma alegria imensa dar posse a novos bombeiros, como farei logo mais em Castanhal, município que ganha 69 novos soldados bombeiros militares. Após o curso de formação, eles ingressam hoje na prática da corporação e chegam chegam pra somar ao exercício de uma função essencial à nossa população, que envolve quase sempre lidar com a vida humana.

Os 69 novos bombeiros reforçarão o efetivo das unidades de Castanhal (2° GBM), Salinópolis (4° SGBM/I), Capanema (5° SGBM/I) e Bragança (12° SGBM/I), hoje a Castanhal uma ambulância de resgate, uma viatura de salvamento, motos de resgate, moto de combate a incêndio, e equipamentos e materiais operacionais, para que haja condições de atender melhor as ocorrências.

Quando assumimos o governo, o Corpo de Bombeiro Militar possuía um efetivo de 2.477 homens. Hoje são 3.329 homens, contando com os 69 de Castanhal.

Fizemos o maior investimento de um governo no Corpo de Bombeiros: criamos novas unidades em 5 municípios: Itaituba, Tucuruí, Altamira, Breves e Redenção, reestruturando as bases dos bombeiros em outros 4 municípios, criando grupamentos em Santarém, Marabá, Santa Isabel e Abaetetuba.

Reformamos ainda os quartéis de Salinas, Mosqueiro, Belém e Altamira, além das salas de aula e alojamentos que foram feitos em Marabá, Ananindeua, Parauapebas e Bragança.

Foi o nosso governo que reequipou o Corpo de Bombeiros com a aquisição de viaturas para ocorrência de atendimento pré-hospitalar e traumas, veículos de combate a incêndios, ocorrências de salvamento em geral, caminhões de apoio operacional, uniformes de aproximação de combate a incêndios, construção e reformas de unidades operacionais, sem falar nas lanchas de salvamento e resgate, rádios, capacetes.

Agora em fevereiro, eu assinei um convênio com o Ministério da Justiça, que vai resultar em mais R$ 1 milhão para compra de equipamentos.

Mutirão – Após a posse dos 69 bombeiros, participo do mutirão da cidadania que vai atender cerca de 5 mil pessoas e em seguida visito as obras do conjunto Tangará.

E assim, com muito carinho e determinação, de mãos dadas com o nosso povo, vamos avançando a mudança que melhora a vida das pessoas.

quarta-feira, 24 de março de 2010

O que disse dom Alberto Taveira

De dom Alberto Taveira, arcebispo metropolitano de Belém, durante a solenidade da acolhida, na Igreja de Santo Alexandre, hoje à noite:

"Quando vi meu rosto estampado em tantas fotos e ouvi meu nome sendo chamado por tantas pessoas diferentes, confesso que o mineiro que nasceu no interior ficou acanhado. Queremos que a igreja de Belém continue a dialogar com todos os setores, com a cultura, favorecendo assim a formação de uma cultura cristã". (Foto Daniel Farias, da equipe do blog).

Carinho e respeito cercam a chegada de dom Alberto Taveira

Foi no sufoco,mas com muito carinho e respeito, que a comunidade católica recebeu hoje, por volta do meio dia, no areoporto, o arcebispo metropolitano de Belém, dom Alberto Taveira.
Às 8 da noite acontecerá a solenidade da acolhida na Igreja de Santo Alexandre. Dom Alberto Taveira será o 10º arcebispo de Belém e a posse vai acontecer amanhã.
Aqui, é grande a comunidade católica: mais ou menos 1,5 milhão de fiéis, aí incluída a parte insular da cidade, num total de 34 ilhas. (Fotos Liza Soane, da equipe do blog).

R$ 2,7 milhões de crédito solidário para jovens do Bolsa Trabalho

Hoje, no Hangar, entreguei 600 certificados do Bolsa Trabalho e mais de 350 microcréditos solidários, no valor de R$ 7.840,00, cada. O valor total é de R$ 2,744 milhões.
O carinho dos bolsistas e de seus familiares esteve presente em todos os momentos, no Hangar, hoje pela manhã.
Hoje foram entregues 238 microcréditos para bolsistas de Belém e 118 para os de Ananindeua. Com as cartas de crédito, os beneficiários do programa Bolsa Trabalho terão a chance de abrir pequenos negócios.
Até o final deste ano serão entregues 600 microcréditos. O Credpará, que é financiado pelo Banco do Estado do Pará (Banpará), é o instrumento apropriado para incentivar empreendimentos organizados pelos que estão excluídos do crédito bancário, dentro do que propõe a economia solidária.
Os jovens que receberam o microcrédito do CredPará são concluintes do programa de qualificação para jovens.
E assim, nós vamos fazendo avançar a mudança na vida das pessoas, a partir do acesso, oportunidade e inclusão social. (Fotos Liza Soane, da equipe do blog).

Escola Carlos Guimarães: o que mais foi dito

Comentários de alunos e diretora da escola Carlos Guimarães no artigo O que eles disseram na Escola Carlos Guimarães:
Querida Governadora,

será necessário uma vida toda para agradecermos o bem que o seu governo fez por nossa escola.

Hoje, somos mais fortes e vamos fazer o melhor para garantir a qualidade da educação de nossos alunos(as), garantindo a cidadania de todos.

Cristina Arruda (Diretora)

Anônimo disse...

Querida Governadora,

nós, alunos da escola Carlos Guimarães, agradecemos por tudo de bom que o governo do estado fez e faz pelas escolas públicas, em especial, a nossa.

OBRIGADO por garantir ensino público de qualidade.

Bolsa Trabalho recebe carta de crédito

Entrego agora, no Hangar, cartas de crédito para financiar pequenos negócios a beneficários do programa Bolsa Trabalho. Mais de 60% de bolsistas do programa são mulheres.

O Bolsa Trabalho está sob a coordenação da SETER- Secretaria de Emprego, Trabalho e Renda, coordenada pela secretária Ivanise Gasparim.

Ao meio dia, estarei no aeroporto de Belém recepcionando o novo arcebispometropolitano, Dom Alberto Taveira.

Liberação de comentários e novas postagens, só à tardinha.

terça-feira, 23 de março de 2010

Todo apoio ao povo de Breves





Com muita alegria entreguei as seguintes obras e serviços ao povo de Breves, dia 19:
  • Foi publicado nesse dia, no Diário Oficial do Estado, o novo edital de licitação para as obras de abastecimento de água em Breves, obra orçada em R$ 2,436 milhões. Os trabalhos começam em maio e serão concluídos em dezembro deste ano, garantindo a instalação de 1.646 ligações de água;
  • A sede regional da Defensoria Pública;
  • sede própria do Centro de Referência Especializada de Assistência Social (Creas), Regional Marajó I, que já atende os municípios de Curralinho, Bagre, Gurupá e Anajás. O novo prédio fica na Avenida Rio Branco, centro de Breves e ali é feito o atendimento individual, familiar e comunitário em situações de violação de direitos, como abuso e violência sexual, trabalho infantil, violência contra a mulher e o idoso, e vulnerabilidade social grave (pessoas abandonadas, moradores de rua, trabalho escravo etc.).
  • O 11º Grupamento de Bombeiros Militares recebeu uma viatura de combate a incêndio e equipamentos de proteção, além da apresentação de 26 novos soldados para o Corpo de Bombeiros;
  • assinei termos de Autorização de Uso para exploração e manejo de terras;
  • formalizei o Termo de Compromisso entre o nosso governo e 12 prefeituras para projetos de agricultura familiar;
  • participei da abertura das plenárias do Programa Territórios da Cidadania e do Planejamento Territorial Participativo, com 180 lideranças comunitárias de Breves, Bagre, Gurupá, Melgaço, Portel e São Sebastião da Boa Vista, além de prefeitos;
  • lancei o projeto de Inclusão Socioprodutiva para os 16 municípios do Marajó e o Programa de Aquisição de Alimentos (PAA);
  • lancei programas que beneficiarão mais de 55 mil agricultores familiares, pescadores e produtores de açaí de 29 municípios paraenses, honrando um compromisso assumido em dezembro de 2009;
  • anunciei que Breves receberá a base do Policiamento Especializado de Fronteiras (Pefron), garantindo a atuação dos policiais no combate a vários tipos de crime, como tráfico de drogas, roubo de gado, prostituição infantil, pedofilia e danos ambientais. Com um investimento de mais de R$ 6 milhões, o nosso governo garantirá a construção, manutenção e aparelhamento da base. (Fotos de Daniel Farias, da equipe do blog).
Um comentário:
Links para esta postagem

Reconhecimento que conta

De Samuca, na caixinha de comentários do artigo O que eles disseram na Escola Carlos Guimarães:

Governadora,

Este reconhecimento é o que conta, se transforma em novas energias e faz com todos nós que torcemos pelo sucesso do seu governo, renovemos as esperanças de que é possível fazer política com ética e absoluto respeito ao interesse público.

Seu exemplo faz um bem ao País. Saudações de um mocorongo exilado no Cerrado.

Samuca

O que eles disseram na escola Carlos Guimarães

“Minha mãe dormiu na fila nessa escola na década de 70, pra conseguir vaga pra eu me alfabetizar nessa escola. Confesso que nunca sonhamos em viver para ver uma alteração tão significativa na nossa querida escola”. (Cristina Arruda, diretora da escola).

Até 2025 esta cidade não terá problema de abastecimento de água, graças a esse governo, graças a essa mulher guerreira. Esta mulher saiu do asfalto, veio caminhar para dentro das comunidades, para trazer obras e ações que melhoram diretamente nossa vida, andando no nosso chão, olhando na nossa cara”. (Nilzomar Salim, presidente do Centro Comunitário da Nova Marambaia). (Fotos Daniel Farias, da equipe do blog).